você já pensou em ficar sozinho por um tempo?

você já pensou em ficar sozinho por um tempo? em parar de querer encontrar nos outros algo que encaixe perfeitamente em você. em deixar de achar que você precisa de alguém pra não se sentir só. e de uma vez por todas, começar a exercitar o autocuidado até entender que você pode ser sim, a sua melhor companhia. que muitas vezes é melhor ficar só do que com alguém que só queira te bagunçar. e enxergar que você alguns finais na verdade, são livramento. é o universo te dando uma oportunidade de ser você, de recomeçar e priorizar o que realmente soma na sua vida. em parar de enviar mensagem pra quem te machucou, e parar também de perder o teu tempo ouvindo quem não te considerou. em parar de tentar encaixar alguém que já nem te cabe mais ou aceitar qualquer amor que te prometem, enquanto você abre mão do seu amor. às vezes você só precisa de um tempo sozinho. tempo pra respirar, pra colocar as coisas no lugar, pra se acolher e entender que você não deve se culpar por coisas que não dependiam só de você. tempo pra se cuidar, pra ouvir mais você, pra entender que nem sempre as pessoas vão ser como você espera que sejam. tempo pra compreender que você precisa de você mais do que qualquer outra pessoa. que o seu amor só vai ter valor pros outros quando você for a sua primeira prioridade.

seja a sua maior prioridade.

desejo que você não se cobre tanto, que saiba respeitar o seu tempo pra não tropeçar nos seus próprios passos. que você só ame aquilo que te faz bem, e consiga abrir mão de tudo aquilo que te faz mal.

que você consiga enxergar as pessoas tóxicas da sua vida e que não aceite qualquer coisa que queiram te dar.

espero que você não insista em ficar em ambiantes que adoecem a tua saúde mental, ou em relações que te desequilibram, ou em pessoas que fazem você se sentir pequeno.

porque pequeno você não é.

espero que você entenda que abrir mão às vezes é necessário, não porque você quer exatamente, mas sim porque você precisa. espero que, toda vez em que você tentar caber em lugares que não te cabem mais, em pessoas que já não somam mais, ou em relações que não acolhem, você entenda que não precisa ser assim. e é melhor abrir mão hoje, pra que amanhã possa ser leve.

permita que o teu amanhã seja melhor e menos pesado.

espero que você pratique o autocuidado e o amor próprio. e se algum dia te faltar, ou você falhar, não se cobre tanto. a gente comete erros, a gente faz novos papéis de trouxa, a gente falha com o nosso próprio amor às vezes.

eu só espero que quando isso acontecer, você entenda que é em você que você precisa estar.

que você se cuide mais. que seja a sua maior prioridade.

você é muito mais que suas marcas.

preciso te dizer algo sobre você e o mundo que você precisará enfrentar:

algumas pessoas vão te machucar. às vezes a tua expectativa vai te machucar. às vezes a tua intuição vai te machucar. de alguma maneira, em algum momento você vai se machucar.


mas por favor, não leve isso como castigo. você não precisa carregar as suas falhas como um fardo, você não tem que levar contigo quem te machucou.


você é muito mais que suas marcas. então, não se culpe.


saiba que nem todo mundo vai permanecer na sua vida. e algumas vezes você vai até agradecer por isso. nem tudo vai sair como você espera, talvez porque o que você espera, não seja o que você mereça de fato.
 

talvez alguém te prometa amor e te deixe na mão. e então você perceba o quão importante é se amar. pra que quando alguém deixe de te amar, você tenha a si mesmo. pra que quando alguém solte as suas mãos, você tenha os seus braços.


em algum momento você vai se sentir rejeitado. talvez algum dia alguém possa te trocar por outra pessoa. assim mesmo, como quem troca de roupas. talvez você pense que não é o suficiente só porque as pessoas vão embora.

se ninguém te contou, eu te conto: as pessoas vão continuar indo embora. você vai partir de alguém. alguém vai partir de você. a vida é assim.


eu só te peço que aceite os finais, mas nunca se acostume com a partida a ponto de fugir do amor por medo de algo acabar. 
vai acabar sim. mas você não precisa acabar com você. nem se culpar. nem se maltratar. nem carregar pessoas que já se foram. você não precisa se destruir toda vez que alguém vai.

você só precisa recomeçar.
 

porque recomeçar cura.

cuide mais de si.

posso te pedir uma coisa? prometo que não vai ser nada exagerado ou inalcançável. eu quero te pedir pra cuidar mais de si. por inteiro. até mesmo com seus medos, erros, marcas, e toda a bagunça que você é. cuide mais disso. de tudo que te compõe. cuide de você mesmo quando as suas tentativas falharem. mesmo quando o teu amor não for suficiente pra que alguém fique. mesmo quando você precisar ir, sozinho, sem saber qual caminho seguir. cuide de você pra que você compreenda que uma hora, você vai chegar a algum lugar. faz o seguinte. respira. uma, duas, quantas vezes forem necessárias. até as coisas se acalmarem dentro de você. comece aceitando que não é obrigação do outro cuidar daquilo que é seu. você é intransferível e por isso, é em você que passará a maior parte do tempo. tome um banho quente. sinta o seu corpo. tente fazer uma comida que nunca fez antes. assista um filme. e tudo bem dormir durante o filme. desativa as notificações por um tempo, ouça uma música, faça um chá. tente fazer qualquer coisa que te traga pra mais perto de si. só você e você. sentir que algo ainda dói, é normal. porque isso prova que você está vivo. e você precisa continuar. tire um tempo pra cuidar da pele. pra lavar o cabelo. saiba que o teu corpo é o teu casulo. é nele que você vai estar e as transformações vão acontecer. é natural. você é a única pessoa responsável por tudo o que sente. só você sabe o peso que carrega. ninguém pode, nem vai cuidar de você tão bem quanto você mesmo. então, vai lá! se cuida.

sobre a dor: você sobrevive. você suporta. você supera.

eu quero te dizer uma coisa sobre a dor: outro dia ouvi alguém dizer que pra passar, a gente precisa aprender a aceitar nossas marcas. admitindo que elas existem e que dói, até a dor sarar. vai doer hoje, amanhã, talvez semana que vem doa menos. mas saiba que os machucados fazem parte de você e você não precisa viver se culpando só porque você ainda sente como se fosse ontem. você fez o que pode e não deve se arrepender por isso. se alguém não soube te compreender, talvez o erro não esteja em você. e o mínimo que você deve fazer agora, é conceber o perdão a você mesmo. eu não sei exatamente o que você sente neste momento. talvez você esteja mais bagunçado por dentro que a ultima gaveta do teu armário. mas quanto mais você se apegar a algo que não te faz bem, mais difícil vai ser a despedida, mais ainda vai doer, mais complicado vai ser o processo de cura. eu posso te garantir: você sobrevive. você supera. você suporta.