Ser intenso é a minha maior força e ao mesmo tempo, minha maior fraqueza.

Sabe qual é a minha maior força e ao mesmo tempo, a minha maior fraqueza? Ser intenso. 

Ser intenso te faz querer viver ao máximo os momentos, e às vezes você não entende que são só instantes. Ser intenso te faz se importar demais, não que se importar seja ruim, mas às vezes eu me importo tanto, me importo mais do que devia, e isso acaba comigo. Ser intenso é ser forte, e ao mesmo tempo perder as forças porque uma vez ou outra, as expectativas extrapolam os limites. E por mais que eu tente dizer pra mim mesmo: ''está tudo bem, a tempestade vai passar'' às vezes, eu quem sou a tempestade.


Ser intenso é ser profundo demais, imenso demais, vivo demais e hoje em dia, as pessoas têm um medo danado disso. Ser intenso é sentir o gosto, o cheiro, o toque, a textura da pele de um jeito diferente. O coração é grande demais e às vezes isso dói, é que ao mesmo tempo que há espaço de sobra há muita gente pequena no mundo.

Tenho uma mania absurda de achar que o outro vai agir da mesma maneira transparente que eu, que o outro vai se preocupar comigo do mesmo modo que me preocupo, que o outro vai querer na mesma intensidade que quero, e isso é uma droga.

Não sei ser pouco, não sei gostar um pouquinho e guardar pra si o que sinto. Sou intenso, sinto muito, sinto grande, feito fogo. Sinto tanto que sempre acho que o problema está em mim por sentir demais, quando na verdade, as pessoas que não estão prontas pra tamanha imensidão.

Quando alguém quiser sair da sua vida, dê passagem pra essa pessoa ir embora.



Quando alguém quiser sair da sua vida, 
dê passagem pra essa pessoa ir embora. Talvez a saudade incomode um pouco, mas logo essa pessoa não fará mais falta. Você não precisa nem deve manter quem não quer ficar na sua vida.

Quando alguém ameaçar ir embora, permita que vá, de uma vez por todas. Entenda que é melhor ficar somente quem faz questão de estar ao teu lado. Quando alguém te disser: acabou! Tudo bem, você não precisa implorar pra que fiquem muito menos deixar a porta entreaberta na esperança de que um dia voltem pra você. Aceite que os finais acontecem.

Deixe um aviso na entrada do teu peito: ''quem saiu por escolha própria não entra mais por amor próprio''. Quando alguém, um dia, se arrepender de ter saído da sua vida e voltar atrás, será tarde demais. 

Quando alguém quiser ir embora, não espere esse alguém voltar e te pedir mais uma nova chance quando a maior chance que você deu foi de ficar em sua vida e essa pessoa  simplesmente preferiu ir. Disse que estava confuso, que o problema não era você, era com ele, que não estava pronto pra nenhuma relação agora, que precisava pensar um pouco, e te pediu tempo. Um tempo pra sumir da sua vida! Portanto, não espere!

Não espere uma pessoa que saiu por aí, conheceu novas pessoas, buscou opções melhores e quando percebeu que ninguém parecia melhor que você, voltou com a cara mais lavada do mundo batendo na tua porta. Não abra!

Não espere por alguém que escolheu ir embora que te conhecer, mas quando percebeu que a sua escolha foi uma merda, voltou a te mandar mensagem falando em saudade? Não espere por alguém que deixou as suas mensagens pra depois, aos poucos foi sumindo dos teus contatos, te tratou como estepe, te enfiou na geladeira pra te tirar de lá quando batesse a carência, e como se nada tivesse acontecido, dia desses, te ligou pra saber como você estava. Não atenda! 

Pense assim: Se quiser ficar, fique pra me fazer rir, pra acreditar em mim, pra me tirar da rotina. Também se quiser ir, boa sorte, não estou aqui pra implorar que ninguém permaneça comigo

Se não quer, segue o baile.

Um dia essa história toda fica pra trás.



Você tem que excluir ele das redes sociais 
mas saber que não adianta muito tentar esquecer se você não estiver disposta a tirá-lo da sua vida. Você precisa dizer pra si mesma, quantas vezes forem necessárias, não importa o quanto a saudade doa: eu não mereço pouco. Você precisa acreditar que não merece pouco e encontrar dentro de você, todas as qualidades que você possui, todos os planos e sonhos que carrega, você tem que seguir pra realizá-los.

Você precisa acordar com mais coragem. Coragem pra esquivar da saudade arquivar as lembranças e ignorar todas as notificações dele. Coragem pra encarar a vida lá fora, pra saber que o teu mundo é imenso demais, e ele não tem mais o privilegio pra ocupá-lo. Quando você abrir a tela do teu celular, e vier aquela vontade de stalkear, você precisa mandar ela se foder. Você tem que deixar o tempo passar, parar de correr em busca de alguém que dói, entender que não vale a pena sofrer por ninguém nesse mundo, e que o amor, não foi feito pra doer, foi feito pra curar. 


Você precisa parar de se importar quando ele estiver online, quando vocês se esbarrarem por aí, ou quando alguém perguntar: ''mais por quê acabaram?'' Diga que acabou, e fim. Você precisa dizer ''não'' quando ele tentar te convencer de que sim, ele mudou. Não é por você que ele vai mudar, acredite.

Quando ele voltar e falar sobre vocês, como se ainda existisse algo interessante pra ser sentido, entenda que já doeu demais e você não merece acolher o motivo da sua dor novamente. Um dia a dor vai passar, um dia a saudade se torna poeira, o apego se torna besteira, e essa história toda fica pra trás.

É por isso que você continua bloqueado nas minhas redes sociais.



Depois de tanto tempo, você ainda continua bloqueado nas minhas redes sociais. Preciso dizer que tudo está superado, nada mais dói. Você não me incomoda mais e deixou de ser aquela dor no canto do peito, sabe? Passou a ser alguém que não conheço direito mais. É estranho dizer que não te conheço, mesmo depois de tanto tempo que passamos juntos. Mesmo depois de ouvir você contar sobres os seus segredos e sobre as suas frustrações. Mesmo depois de saber qual a sua cor preferida, a banda que você sempre sonhou em assistir ao show mas ela nunca veio pra sua cidade, o lado da cama que você preferia dormir, os sonhos que você planejava em realizar nos próximos anos. 

Eu não sei se muita coisa mudou, se os seus planos são os mesmos, se sua comida preferida ainda continua sendo lasanha ou se o tempo te fez amadurecer para o amor. Não me interessa saber, e você só continua bloqueado porque das vezes que tentei ser só seu amigo, você se aproximava perguntando sobre a minha vida, questionando sobre a minha liberdade e tentando saber se eu estava melhor sem você. Depois de tudo, você nunca pensou em amizade, o que você queria mesmo era me manter por perto, saber os meus passos e se possível, tentar desviar o meu caminho. E por isso você continua bloqueado. 

Você continua bloqueado porque eu não quero ver as suas notificações, não me interessa saber da sua vida, não quero ouvir você dizer que encontrou alguém e que está feliz. De verdade, eu torço por você. O que mais quero é que você siga o seu caminho, consiga realizar os seus sonhos sozinho, e que esteja ao lado de alguém que te faça se sentir grande, não pequeno como me sentia ao teu lado. Por isso você continua bloqueado, porque não precisa você tentar puxar um assunto dizendo o quanto está feliz sem mim, tentando fazer com que eu pense que perdi muita coisa ao te deixar ir embora. Você não precisa fazer isso, sério. 



Encontrei um novo significado para o amor depois de você, e nada tem a ver com aquele sentimento barato e confuso que você dizia sentir por mim. Esbarrei no amor próprio e ele me fez entender que, mais vale caminhar sozinho e se sentir bem, que estar ao lado de alguém pensando em outra pessoa. E eu estou seguindo, cara. De cabeça erguida e coração leve porque não precisei usar ninguém pra tapar os seus buracos. Aquele medo de mergulhar no mundo, eu perdi. Aquela sensação vazio que ficou, logo deu espaço para a imensidão que sou. A intensidade que pensei que você tinha me roubado, encontrei. E me embrigado dela todos os dias da minha vida. 

Você continua bloqueado porque não vejo motivos pra desbloquear. E acho que é melhor manter as coisas assim. Não existe nada de você por aqui, não existe sentimento algum. Nem bom, nem ruim. É uma coisa indiferente que tomou o lugar da saudade. Deixei de gostar de você, passei a gostar de mim. E é por isso que você continua bloqueado. 

Eu jurava que você queria ficar.



Você me fez acreditar que finalmente 
eu havia encontrado alguém que ficaria.
Parecia que você queria ficar,
e foi por isso que eu comecei a pensar 
na possibilidade de ficar também. 

No começo eu tive medo, confesso,
mas era como se a sua presença,
cada vez mais, me fizesse ter coragem, sabe?
Os momentos não eram só momentos,
parecia que a gente se procurava há tanto tempo
que finalmente nos encontramos.
Parece exagero falar assim, eu sei.
Mas o teu toque era como se me quisesse sempre por perto.
Tua boca falava tantas coisas boas de ouvir,
eram tantos assuntos que se pudesse
viraríamos um dia inteiro conversando bobagens.




Teus olhos encaravam os meus,
às vezes fitava os meus lábios enquanto eu falava.
Eu percebia isso enquanto minha mente
me pedia pra te beijar,
mas a minha timidez me bloqueava.
E no meio de tantas palavras,
quando o silêncio chegava,
não demorava muito pra você me dizer
o que em mim te agradava.
Eu ficava sem graça, claro.
Juro, parecia que você queria ficar.

Eu sei que os gostos em comum,
as vontades parecidas,
e os nossos planos bem iguais,
tudo isso não era o suficiente pra que você continuasse.
No fundo eu sempre soube
que você poderia ir embora a qualquer momento.
Só esqueci de me preparar pra isso.

E eu tentei, por várias vezes,
não pensar na possibilidade de te ter,
porque toda vez que penso em mergulhar em alguém
acabo quebrando a cara de tão raso,
ou remando sozinha de volta pra terra firme.
Sou um desastre, intensa demais.
E isso sempre foi o meu medo,
de te conhecer, despertar o interesse em ficar,
e de repente, você dizer pra mim: melhor acabar.
Mas você não me deu medo,
porque parecia que você queria ficar.

Quando pensava em não te enviar
mais mensagem, você enviava.
Quando não tinha mais assunto pra conversar,
você aparecia com algo novo pra me dizer,
uma música, uma viagem, uma história engraçada.
Você dizia que eu te fazia bem,
e você me fez bem também,
mas juro, parecia que você queria ficar.

Sei lá se a culpa foram das minhas expectativas,
mas veja bem, por mais que eu não quisesse,
você me fez querer.
E quando eu quis, você foi embora.
Não entendo tudo isso, mas aceito.
Eu jurava que você queria ficar.