Ela é muita areia pro teu caminhão


Você não foi capaz de enxergar tão longe quanto ela. Ela queria olhar o horizonte, e alcançar o que desejava com toda aquela vontade que ela tinha, e cê sempre com medo do futuro, rapaz. Enquanto ela te dizia ''vamos?'' você se conformava com o lugar onde estava. Essa menina tinha força pra realizar todos os planos que vocês traçaram e coragem pra jamais abrir mão deles. Ela vai lembrar de todas as vezes que tentou e você se acomodou. Foi por não querer estar nos lugares onde ela queria chegar, que o teu amor acabou ficando pra trás. Ela sempre foi indecisa, cara, mas contigo parecia ter certeza do que querer, até que começou a enxergar que infelizmente cê não tinha tanta certeza assim. Ela quase te pediu que ficasse, por pouco ela não implorou pela sua atenção. Ela ouviu todas as suas mentiras com atenção, ouviu e guardou todas aquelas frases que você disse e que tanto a machucou. Ela tentou ser forte, segurou as lágrimas, mas por dentro ela chorava todas as noites. Por dentro da menina que você conheceu, ela encontrou a mulher que nunca havia conhecido. E não se preocupa, não! Ela aprendeu que amar sozinha não é amor, é pura ilusão. Ela até pensou em te dizer que você iria se arrepender, mas preferiu que a vida te dissesse isso pessoalmente. O tempo vai passar, o mundo vai te mostrar a mulher que ela é sem que ela precise te dizer uma palavra. Ela perdeu muito tempo pensando em você enquanto você não ligava. Se ela pudesse voltar no tempo e dar um conselho à ela mesma, ela diria que não se importasse tanto, porque a mulher que ela se tornou hoje É muito mais forte graças aquela menina frágil que você não ligou. Ela ouviu tudo o que você tinha pra dizer, e doeu. Ela balançou a cabeça dizendo que iria ficar tudo bem, mas por dentro estava um caos. Ela ouviu você dizer que o melhor era a amizade entre vocês, ela fingiu que estava tudo bem, mas no fundo o que ela queria mesmo era bem mais que ser tua amiga, ela queria ser o teu amor. Ela ouviu você dizer pra ela ficar bem e concordou dizendo: vai ficar bem sim, pode deixar. Mas por dentro ela desmoronava, cara. Ela viu você indo embora, jogando tudo pro alto, desistindo de tudo que vocês construíram. Pra justificar a tua fuga, você disse que ela era demais pra você. Doeu, mas ela teve que seguir, e agora ela está aí pra te provar o que você nunca conseguiu enxergar. Uma coisa ela teve que concordar contigo, cara. Ela é bem mais do que você merecia, muita areia pro teu caminhão velho, sabe?

Por que o machismo não é bom (escrito por um homem)



O machismo não é bom porque eu pretendo ter uma filha, porque eu tenho uma sobrinha, nasci de uma mulher, tenho irmã, tias, avós e amigas.

O machismo não é bom porque eu gostaria que a minha filha fosse bem tratada na escola, na rua, em qualquer lugar que ela deseje ir. 
O machismo não é bom porque não tem como eu me sentir bem ao saber que a minha filha saiu pra se divertir com as amigas e que no meio do caminho, algum homem pode usurpar o seu direito de ir pra onde quiser, ou que ela pegue o táxi sozinha com receio de que o taxista esteja lhe assediando através do retrovisor, ou que faça perguntas desnecessárias como quantos anos ela tem, pra onde vai, que horas ela volta. Eu não quero que a minha filha saia de casa sem ter a certeza se vai voltar. O machismo não é bom porque eu não quero que a minha filha seja chamada de puta por simplesmente usar uma saia, ou porque os seus seios já estão grandes demais pra ela usar uma blusa apertada. O machismo não é bom porque eu não quero que a minha filha seja culpada por ser vitima na escola, enquanto os garotos são considerados garanhões. 

O machismo não é bom porque eu tenho sobrinha e não quero que ela tenha sempre que se sentar de pernas fechadas, comer direito, deitar direito, falar direito, brincar direito, andar direito. O machismo não é bom porque eu não quero ver a minha sobrinha tendo os seus direitos tão cedo renegados porque existem homens que não reconhecem o seu espaço. O machismo não é bom porque eu não quero ter que ouvir que a minha sobrinha ''virou moça'' e agora ela precisa entender os lugares que precisa frequentar e os lugares que jamais deve ir, as roupas que deve usar e as que, em hipótese alguma, deve colocar em seu corpo, a maneira como deve se comportar e o tanto de vezes que ele deverá se calar, só pra não levar a culpa, mesmo quando ela seja a vitima.

O machismo não é bom porque eu nasci de uma mulher, não quero ver essa mulher em segundo plano, eu não quero ouvir que a minha mãe apanhou de um cara porque mereceu, porque não obedeceu, porque não se calou, porque simplesmente, deve ter feito ou falado besteira demais.

O machismo não é bom porque eu tenho uma irmã e não quero ter que ouvi-la dizer que chegou tão tarde em casa porque o ônibus estava lotado e ela preferiu esperar o próximo, eu não quero ter que ouvi-la dizer que sente medo de ficar em pé em um vagão lotado, ou sentar-se ao lado de um homem na condução. Não quero ser obrigado a ouvir sobre o seu receio de sair de casa, de ir na esquina tomar uma gelada, de conseguir um emprego e ter um homem como seu chefe, de andar na rua e ouvir aquele assédio descarado que ainda consideram um elogio.



O machismo não é bom porque eu tenho uma irmã e não quero ter que ouvi-la dizer que foi pra balada mas quase foi linchada por se recusar a ficar com um cara, que pediu uma cachaça mas o garçom pediu o seu número em troca, que se vestiu como achou que deveria, saiu por aí e teve de ouvir vários homens jogarem em suas costas: ''psiu'', ter que trocar de rua só pra não ouvir mais um assobio. O machismo não é bom porque eu não gostaria de ter que ouvir a minha irmã ser chamada de vadia por beijar dois garotos na balada, usar um batom vermelho
ser criticada e crucificada. 

O machismo não é bom porque eu tenho amigas e não quero ter que ouvir que umas são pra casar, outras são pra transar, que o tamanho do vestido delas indicam que o que elas são: mulheres de respeito, ou putas. Que os horários que elas escolhem pra se divertirem indicam o que elas querem, ou que os lugares que elas frequentam equivalem ao respeito que elas merecem.

Tenho a obrigação de tratar as mulheres das ruas como gostaria que tratassem as mulheres que fazem parte da minha vida. O machismo não é bom porque ele fere, ele dilacera, ele mata e eu não suportaria ter que ler mais uma noticia estampada nos jornais de que a minha mãe, irmã, tia, sobrinha ou amiga, foi morta pelo mesmo machismo que, nós homens, causamos.

Relacionamentos acabam, o amor não.


Relacionamentos acabam pelo egoísmo, pelo orgulho, por tudo que deixamos de fazer por pensar que seremos trouxa ao agir. Relacionamentos acabam pelo sentimento que evitamos, pelas vontades que temos mas guardamos, pela saudade que sentimos e preferimos não falar. Relacionamentos acabam quando o amor deixa de ser amor e passa a ser dor, quando insistir pra que dê certo se torna só mais uma tentativa falida, e acaba doendo ainda mais ao tentar outra vez.

Relacionamentos acabam quando deixamos de nos importar com o outro, quando se erra mais do que se acerta, quando se pede mais desculpas por machucar que evitar atitudes que machucam, quando promete mais do que se cumpre, quando se fala mais que se age. Acabam quando pensamos em fugir pra longe, quando o abraço do outro ao invés de abrigar só tortura. Quando o sentimento de amizade chega ao fim, quando a parceria simplesmente para de acontecer. Relacionamento sem afeição, termina. 

Relacionamentos acabam quando a vontade de agradar cessa, quando o desejo de ficar perto desaparece, quando a motivação pra alcançar juntos o que um dia sonharam, se dissipa. Relacionamentos acabam quando não existem mais planos, quando não existe mais confiança, quando a insegurança passa a caminhar entre os dois. Acabam quando o caminho que os dois um dia pensaram em seguir juntos se torna confuso, quando ambos perdem a direção de qual destino seguir e passam a enxergar um meio de partirem sozinhos.

Relacionamentos acabam quando o respeito desaparece e a paciência se esgota. Quando as ligações não são mais atendidas, as mensagens mal respondidas e os desejos não correspondidos. Quando a vontade de estar sempre junto se desanima, quando as mentiras acabam com a confiança.


O amor se parte em pequenos fragmentos e se espalha pelo nosso peito e mente, ela fica naquele quadro ou naqueles móveis que a gente trocou de lugar como uma maneira pra tentar esquecer, fica nos detalhes que lembramos, nas manias e gostos que aprendemos. O amor fica na maturidade que um relacionamento é capaz de deixar, por mais que tenha tido um fim amargo, por mais que tenha terminado em decepção. O amor fica em tudo que permitimos viver sem medo. Relacionamentos acabam, mas no final das contas, o amor permanece, ele reside dentro da gente como uma lembrança bonita. Embora juremos eternidade, sabemos que o fim sempre acontece, que aquele ''pra sempre'' sempre acaba, e no final, o que se eterniza mesmo é o amor. Ele não passa, ele fica na pele, no corpo, no peito, na alma.

Relacionamentos acabam, mas o amor não. O amor é capaz de sobreviver a qualquer coisa mesmo depois de uma relação chegar ao fim. No final das contas quando a gente amadurece, qualquer ódio e rancor passa e  só o amor fica. Se tem uma coisa que precisamos pra tirar a poeira do joelho e seguir em frente, essa coisa é o amor. O amor por ter amado, por ter se entregado sem medo, por ter esquecido de si por instantes e ter pago o preço por esse erro e no final, amor por ter aprendido. Amor por ter amado inteiramente, e mesmo que alguém não tenha valido a pena, mesmo que alguém não tenha merecido o amor que recebeu, no fim, sobra amor pra se amar.