Eu não tive escolha, precisei te esquecer.

21:22:00 Iandê Albuquerque 1 Comments


Eu não poderia mais ficar te dando chances, sabe? Eu precisava entender que, quanto mais chances eu te desse, mas você faria por onde errar. Eu precisava entender que não adiantava mais tentar por mim enquanto você sequer se importava. Eu precisava entender que pra minha evolução, eu tinha que parar de pensar que a minha felicidade se resumia a você. E eu entendi, meu bem.

Eu precisei desapegar e nesse processo de desapego, eu me senti só, sem direção, sem saber quando tudo isso iria passar. Enquanto eu tentava te esquecer, doía. Quanto mais o tempo passava mais eu achava que não iria conseguir seguir sem você, que eu não iria conseguir encontrar outra pessoa muito melhor do que você foi pra mim. Quanto mais eu tentava, mas parecia fracassar. Não tem como seguir em frente quando se escolhe ficar no mesmo lugar de sempre, e pra minha sorte, eu escolhi te esquecer.

Precisei deixar nossos planos, nossos dias e nossos momentos, mas não por escolha minha, e sim porque foi a única opção que você me deu. Precisei trancar as coisas, porque cansei de deixar a porta aberta pra que você entrasse quando quisesse. Eu não queria te esquecer, mas parecia que isso era tudo que você me pedia. Se eu te procurava, você desaparecia, como se tivesse me dizendo: sai daqui! Finalmente eu entendi o aviso. 



Se em algum momento fomos verdade, hoje somos só saudade. Não aquela saudade que dá vontade de voltar atrás, mas aquela que a gente até agradece por não ser mais realidade, sabe? Por ter passado, por não ser mais presente. Como aquela saudade que bate na porta de vez em quando, mas a gente não convida pra entrar porque sabe que ela só veio pra bagunçar tudo e depois ir embora. Uma saudade parecida com aquela ligação que a gente não espera e ela simplesmente aparece na tela, do nada, a gente fica sem saber o que fazer, se atende ou não atende, sabe? Mas dessa vez, eu sei bem o que fazer, deixo só tocar ou mando ela pra caixa postal. 

Não foi escolha minha te esquecer, mas foi preciso. Eu já não me sentia segura, só existia receio. Eu quis muito, você sabe, mas agora não quero mais porque descobri que não preciso de você pra ser feliz. Pra falar a verdade, eu descobri que não preciso de você pra absolutamente nada! Simplesmente parei de pensar em nós, parei de me preocupar sozinha, te tentar sozinha e me esforçar pra que as coisas voltassem a ser como eram antes. Foi quando eu esqueci de ficar tentando te esquecer que eu realmente acabei te esquecendo. 

Leia também:

1 Comentários:

Anônimo disse...

nossa iande eu te amo muito