Foi bom, talvez tenha sido amor, mas acabou.

21:45:00 Iandê Albuquerque 1 Comments


Já faz um tempo que não tenho noticias tua, que não faço a mínima ideia do que você está fazendo da vida ou se de fato, me esqueceu como demonstra ter esquecido. Já faz um tempo que não recebo mensagens tuas me dizendo dizendo: ''Te amo, dorme bem''. Mas eu continuo dormindo bem, só que agora sem você.

Faz um bom tempo desde a ultima briga que tivemos e resolvemos por um fim em tudo, quando desistimos de tentar e decidimos que deixar pra lá era a única solução. Realmente, tentar como a gente estava tentando não tava fazendo bem pra mim. Você precisava ser meio apoio mas acabou se transformando em só mais um obstáculo.

Nem lembro qual foi a última vez que sonhei contigo e acordei sorrindo, que preocupado te liguei pra saber se estava tudo bem, só sei que muita coisa ficou pra ser dita e a gente não disse. Muita coisa pra agradecer ficou entalado na garganta enquanto só a raiva saia pela boca em forma de palavras. Mas quando o tempo passa, a gente percebe que, apesar de tudo, tivemos bons momentos.

Lembro que quando sonhei contigo, foi quase um pesadelo. E o que eu mais queria era acordar daquilo tudo. Você deixou de ser aquele sonho bom, sabe? Deixou de me acolher quando eu não conseguia dormir direito e passou a ser uma das causas que me tirava o sono. Eu parei de me preocupar com você e passei a a te enxergar como mais uma dor de cabeça pra mim.

Eu acreditava em nós, pra ser sincero, eu acreditei até o ultimo segundo. Depois de tanto tempo acreditando que poderíamos ir bem mais longe, eu percebi que talvez, o mais distante que conseguimos ser foi até aqui. E isso me doeu, sabe? Doeu ver que mesmo acreditando tanto, não adiantou muito. Eu queria ter viajado mais e discutido menos durante a viagem, não só ter colecionado tantas fotos mas sim momentos sinceros, não só ter feito declarações na internet, mas ter vivido tudo com a mesma intensidade que escrevíamos coisas.

Foi esquisito ficar sem falar com você. Ficar sem receber nenhuma notificação sua me convidando à uma exposição, me marcando em uma dessas fotos de praias no instagram, ou me dizendo o quanto sentia saudades. Mas o tempo foi passando, não é esse o papel do tempo? Passar e levar consigo o que tá doendo pro passado, até que não tenha mais efeitos na gente? Foi bom, talvez tenha sido amor. Mas acabou, e eu já desisti de ficar tentando entender o que nos levou ao fim. 

Leia também:

1 Comentários:

Leilane Lima disse...

Iandê, sempre espetacular em seus textos ♥