Quando bate aquela saudade.

14:29:00 Iandê Albuquerque 1 Comments

Sabe quando você vai embora sem se quer ter desistido do outro? Quando você ainda gosta do outro, só cansou de ficar correndo atrás? Às vezes a gente sente que precisa seguir em frente por mais que a gente queira ficar. Às vezes a gente percebe que ficar, talvez, não seja uma boa escolha quando outro não deixa as coisas claras pra você. Às vezes você escolhe seguir sozinho mesmo e por mais que a saudade doa, por mais que a falta do outro te tire o sono e as lembranças surjam no dia -a-dia e te faça perder todo o equilíbrio emocional, uma hora você aprende a reorganizar tudo.

Acontece que a gente tem medo de ferir nossa vaidade e nosso orgulho. Talvez tudo seria melhor se a gente não tivesse receio de mandar um ''Oi'', ou então um: ''Tô com saudade'', e até mesmo um ''Vamos esquecer tudo que nos afastou e vamos recomeçar?'' Dia desses eu tive que escolher acabar algo por medo de que ''esse algo'' acabasse comigo primeiro. E como todo mundo que abriu mão de alguém por alguma razão mesmo querendo estar com esse alguém, eu também passei por aqueles dias em que a saudade me levava pra um outro universo, sabe? Um universo cheio de lembranças e memórias engraçadas. Eu também passei por aquele momento em que não conseguia ter vontade de fazer algo, até tentava assistir um filme mas não conseguia terminar, tentava começar uma nova série e desistia antes mesmo do primeiro episodio acabar, ouvia algumas músicas, procurava algo pra fazer e tentar esquecer, mas tudo lembrava. Tive vontade de mandar uma mensagem: ''saudades'', abria a janela da nossa conversa, escrevia, apagava, nunca tive coragem de enviar. Ainda pensei que você um dia me chamasse pra conversar, dizendo que toda essa saudade não dá mais pra aguentar. Mas sei que por mais que você sinta falta de mim - como eu também sinto -, a gente nunca vai dizer, a gente prefere escolher ficar na da gente enquanto o tempo passa e as coisas voltam pro lugar. Eu sei que por mais que eu tenha vontade de te dizer tudo que eu sinto por você, eu prefiro me calar justamente por não saber se você vai realmente me ouvir. E daí resta lidar com essa saudade que tem o teu nome, teu abraço e teu cheiro bom.

Leia também: