Vem ver alguns registros da tarde de autógrafos no Recife.

20:03:00 Iandê Albuquerque 0 Comments

Foi lindo, Recifeeee!

O evento aconteceu no último dia 5 (sábado) na Livraria Cultura do Paço Alfândega no Recife antigo. Preciso confessar que um dia antes do evento, eu não consegui dormir direito. Tive aquele medo bobo de que as pessoas poderiam não comparecer e quando cheguei lá, me deparei com uma fila bem grande de gente empolgada para trocar abraços e palavras comigo. Aqui estão apenas alguns registros. 


Tentei receber os leitores com todo o amor e liberdade que escrevo, como se fossemos amigos próximos, sabe? (porque pra mim é isso que somos, por mais que eu não conheça todos vocês que acessam o blog e que leem os meus textos, é para vocês que escrevo. Vocês ouvem o que eu falo, acompanham o que eu faço e estão presentes impulsionando os textos pra que o meu trabalho se espalhe pelo mundo. Então vocês são amigos). 

Antes de começar a autografar, disse aos leitores, que poderíamos tirar uma foto comportados e a segunda foto seria com poses bem aleatórias. Porque eu amo fazer graça nas fotos, não poderia deixar esse momento passar, não é? Dá pra perceber algumas poses bem estranhas (rs). Foi divertido, foi lindo. E os registros foram feitos por @_jubscreusa e @andreesaalves

Essa garota quase me fez chorar. 


Lembro que um rapaz me disse: ''eu nunca li um livro na vida e o seu livro foi o primeiro.'' e nesse momento, os meus olhos brilharam de gratidão. Pude ter a certeza de que estava no caminho certo.
Um outro leitor falou: ''o seu livro me ajudou a superar um relacionamento de quatro anos, você me resgatou de uma situação que eu não conseguia enxergar caminhos pra sair.''




Uma menina disse que estava nervosa, e não acreditava que estava na minha frente. Então eu disse: vem cá! Dei um abraço apertado pra ela ter a certeza de que era eu mesmo que estava ali. rs 



O francisco (esse rapaz na foto abaixo), falou tanto nas redes sociais que iria pro evento que eu gravei o nome dele, hahaha. Fez questão de comprar 3 livros e eu brinquei, segurando tudo como se fosse a Adele com as estatuetas do Grammy. 



A vontade que eu tinha era de carregar todos que foram como um chaveirinho, mas guardei todas as palavras, abraços, beijos e amor que recebi e, com toda certeza, levarei pra vida. 


Confesso que o punho ficou bem cansado, porém bem feliz, de tanta dedicatória. rs


''Por favor, nunca pare de escrever'', ouvi isso e prometi nunca parar. 

 

Durante a semana vou atualizando e colocando mais fotos aqui, tá bom? 




Leia também:

0 Comentários: